A Língua de Sinais e o Regionalismo

Publicado em 24 de abril de 2020 por Rodrigo Timoteo

Todos os dias eu posto vídeos no meu canal do Youtube e no Instagram, ensinando Libras  gratuitamente..E sabe qual é a pergunta mais frequente que recebo em meus vídeos?

“Você é de qual estado?”

Sabe porque meus seguidores me perguntam isso com tanta frequência? Por causa do regionalismo na Libras!

E, infelizmente, alguns professores de Libras estão ensinando por aí, que seus alunos não devem estudar Libras com professores de outros estados, porque “os sinais são diferentes”.

Mas, afinal, o que é verdade e o que é um mito sobre o regionalismo?

Regionalismo na Libras – Mitos e Verdades

  • Existe variações regionais na Libras?

Verdade. Não apenas a Libras, mas qualquer idioma tem variações regionais.

Na língua portuguesa, por exemplo, é muito comum encontrarmos variações linguísticas de um estado para outro em diferentes regiões.

Algumas regiões dizem mandioca, outras macaxeira e outras aipim, mas todos tem o mesmo significado, apesar das variações, concorda?

Mas, imagine que você está conversando com alguém, e no meio da conversa, a pessoa disse a palavra ‘macaxeira’, isso te impediria de entender o assunto e de conversar com ela?

Se você for fluente em português, você não terá nenhuma dificuldade, mesmo que você não conheça aquela palavra especifica.

O que estou querendo dizer?

Que os ruídos na comunicação podem acontecer em qualquer língua, região, estado ou país, mas quando somos fluentes no idioma que desejamos ou quando se trata de nossa língua materna, essas dificuldades são resolvidas com muita facilidade.

Ou seja..

Quanto mais fluente você for, melhor será a capacidade para lidar com os regionalismos e os ruídos que ele acarreta, sem a necessidade de uma universalização da língua.

Com a Libras não é diferente!

  • É possível aprender o regionalismo na libras?

Sim, é perfeitamente possível aprender os regionalismos e utilizá-los em nossa comunicação com os surdos.

Por exemplo, no meu curso de Libras, o Libras Intensive, eu ensino diversas variações regionais, o que facilita a comunicação com qualquer surdo do Brasil.

É claro que não conseguiremos aprender absolutamente todos os termos, pois isso seria impossível até mesmo em português.

Mas lembre-se: ao conversarmos com outra pessoa de um estado diferente do nosso e nos depararmos com determinada gíria ou expressão comum para ela e estranha para nós, nossa fluência permite associarmos aquilo com algo comum em nosso falar.

Além disso, caso você veja algum sinal que não conheça e que não consiga entender pelo contexto da frase, pode perguntar ao surdo o que significa e associar com algum equivalente de sua região.

Mas lembre-se que libras possui um padrão e que, caso você não compreenda praticamente nada do que está sendo dito, não é culpa do regionalismo, mas sim uma falta de fluência em Libras.

Portanto, preocupe-se em aprender bem a base, o padrão da língua e adquirir vocabulário e não foque tanto nos regionalismos, pois quando nosso conhecimento está avançado, entender o contexto da frase fica mais fácil, inclusive ao conversar com surdos de outros países.

O verdadeiro problema

Eu fico me perguntando, porque os professores de cursinhos presenciais andam dizendo para seus alunos não aprenderem com professores online e de outros estados…

E eu descobri o verdadeiro problema..

O método utilizado nos cursos não ajuda você a entender os sinais regionais através de um contexto. Geralmente o método utilizado é aprender lista de sinais isolados, usando apostilas e aplicativos de Libras.

Estudar dessa forma não é natural para nós. É claro que você aprenderá alguns sinais usados naquele estado, mas não vai conseguir entender os surdos através do contexto da conversa.

Por isso, minha recomendação é:

Procure um curso com um bom método, que fará você adquirir vocabulário em Libras, com variações regionais.

Aprender dessa forma, fará você entender o surdo, não importa a variação regional que ele use.

Ficou com alguma dúvida ou deseja expor a sua opinião? Deixe o seu comentário aqui embaixo, ele é muito importante para nós.

Newsletter

Receba as últimas novidades de Libras pelo Rodrigo Timóteo diretamente em seu e-mail. Preencha abaixo com seus dados e esteja sempre por dentro.

Relacionados
Comentários