Os 5 parâmetros da libras

Publicado em 24 de fevereiro de 2020 por Rodrigo Timoteo

Se você está iniciando os seus estudos em Libras (Língua Brasileira de Sinais) ou convive com pessoas falantes da língua, já deve ter notado que os sinais não são representados apenas com os movimentos das mãos.

Na verdade, trata-se de uma combinação entre a configuração das mãos, o tipo de movimento que elas fazem, expressões faciais, corporais entre outros, inclusive movimentos labiais com emissão de sons ou com a posição em que a mão deve ficar em relação ao corpo.

Trata-se de 5 parâmetros da Libras que quando não executados em conjunto com a configuração das mãos descaracterizam ou dão outro significado ao sinal.

Neste artigo você irá conhecer mais detalhes a respeito destes 5 parâmetros da Libras. Então, para saber mais sobre eles, continue a leitura deste post até o final!

Os 5 parâmetros da Libras

1.Configuração de mão

A configuração de mão nada mais é do que as diferentes formas em que uma ou ambas as mãos podem ter para executar o sinal. Em Libras, existem aproximadamente 60 diferentes tipos de configuração de mão.

Este parâmetro é muito importante pois, caso alguma configuração saia errada ou diferente, você poderá passar uma ideia equivocada, alterando o significado e dificultando a compreensão da pessoa com quem está conversando.

Uma curiosidade é que, se você observar a configuração de mão feita em alguns sinais da língua inglesa falada nos EUA, por exemplo, poderá perceber certa semelhança com a brasileira.

  1. Ponto de articulação

O segundo parâmetro mais importante da língua de sinais é o ponto de articulação. Este parâmetro nada mais é do que em qual ponto ou posição o sinal deverá ser feito.

A seguir você confere alguns exemplos de pontos de articulação existentes em Libras:

  • cabeça;
  • peito;
  • braços;
  • espaço neutro.

O espaço neutro é a execução do sinal na frente do corpo. Pode ser vertical (do meio do tronco até a altura da cabeça) ou horizontal (posicionado à frente do emissor).

  1. Orientação

Trata-se da posição da palma da mão, que pode ser voltada para frente ou para trás, causando diferentes sentidos em relação ao significado do sinal.

Quando mudamos, de maneira consciente ou não, a orientação de um sinal, podemos passar a ideia de oposição, dando um sentido contrário aquilo que estamos realmente querendo dizer.

  1. Movimento

Existem alguns sinais executados com um movimento, seja para cima, para baixo, de um lado a outro, etc.

No entanto, é possível encontrar também alguns sinais que não devem ser feitos com nenhum tipo de movimentação, usando apenas a configuração de mãos, ponto de articulação ou expressões.

  1. Expressão facial e corporal

Costumamos dizer que a Libras é 50% sinais e 50% expressões, sejam elas faciais ou corporais. Portanto, é fundamental combinar este parâmetro com os demais, com o intuito de dar o significado correto ao que se está querendo dizer.

A expressão também nos permite demonstrar aos surdos, nossas emoções, sejam elas de alegria, tristeza, espanto, surpresa, etc.

Você, em alguns casos, precisará inclusive combinar os dois tipos de expressões com os demais parâmetros.

Neste artigo você pôde conhecer quais são os cinco parâmetros das Libras e qual sua importância para a fluência no idioma.

Então, se você deseja ter mais naturalidade ao falar esta língua, faça com que a sua sinalização seja cada vez mais precisa para evitar confusões ou falta de compreensão.

Procure prestar bastante atenção ao uso dos parâmetros. Com isso, sua ‘fala’ em língua de sinais será muito mais precisa.

Gostou do nosso artigo sobre os parâmetros de Libras? Deixe o seu comentário, queremos muito saber a sua opinião sobre o assunto.

Em caso de dúvidas, teremos o maior prazer em respondê-la.

 

Newsletter

Receba as últimas novidades de Libras pelo Rodrigo Timóteo diretamente em seu e-mail. Preencha abaixo com seus dados e esteja sempre por dentro.

Relacionados
Comentários